3 Coisas que aprendi no Reveillon 2016 em Porto Seguro

Escolhi um formato diferente para fazer o meu primeiro post de 2016. Vou contar algumas coisas que aprendi durante o Reveillon em Porto Seguro e que podem ser usadas nos nossos negócios de marketing digital.

Pra quem nunca viu artigos assim, recomendo conhecer o Gustavo Freitas, que já faz artigos deste tipo há bastante tempo e claro, foi nele quem me inspirei pra criar este modelo de artigo.

 

A propaganda é a alma do negócio

Bom esta frase é muito usada em Marketing e certamente você já ouviu. Por aqui, pra todo lugar que se olha, vê-se uma decoração ligada ao Reveillon, o que nos faz estar sempre no clima, e além disto, pra todo lado tem propaganda de shows que vão acontecer na virada. Com tanta publicidade, é impossível não ter vontade de ir a alguns deles.

Para os nossos sites ou infoprodutos temos que preocupar com o mesmo, ou seja, quanto mais publicidade, quanto mais divulgação fizermos, mais pessoas interessadas iremos conseguir para nossos negócios. Em resumo, não economize em divulgação se quiser ter tráfego!

barraca-da-bell.

Quem chega primeiro pega o melhor lugar, mas…

Chegar primeiro nos eventos, é melhor para pegar os melhores lugares pois não há muita concorrência pelo espaço. Mas mesmo chegando depois, é possível aos poucos e com jeitinho conseguir um bom espaço. Eu cheguei por volta de 22 horas nos shows gratuitos que iriam ter na cidade (Psirico e Claudia Leite) e já estava cheio, mas aos poucos fui caminhando, me esquivando e consegui chegar numa boa posição, que me proporcionasse conforto e visibilidade do trio elétrico.

sh

Show da Claudia Leite Réveillon 2016 Porto Seguro

Nos negócios é a mesma coisa, se conseguirmos ser um dos primeiros num nicho ou em um infoproduto, certamente largaremos na frente e teremos as primeiras posições mais facilmente, porém isto não nos impede de entrar em nichos disputados e pouco a pouco conquistarmos um espaço que nos permita ter bons ganhos.

 

Latinhas no chão, quem vai pegar ?

latas-no-chaoUma coisa que me chamou muito atenção durante os shows no reveillon foi o alto número de latinhas pelo chão e ninguem pra catar. Eu moro em Belo Horizonte e lá é praticamente impossível encontrar uma lata pelo chão numa ocasião como esta. Muitas vezes os catadores te veem com a lata em mãos e perguntam se já acabou! Só por volta de 2hs da manhã vi um único catador aproveitando o mar de latas,

Uma latinha pesa bem pouco e são necessárias cerca de 60 para formar um kilo que é vendido também a um baixo preço, as vezes 3 ou 4 reais, um pouco mais ou um pouco menos dependendo da região.

Mas o que isto tem haver com o Marketing Digital ?

Assim como as latas que pagam pouco, existem nichos que também pagam pouco, mas que atraem milhares e milhares de visitas facilmente, assim como grandes festas atraem centenas de latinhas facilmente, e ambas as oportunidades podem trazer bons lucros se bem exploradas. Então, se encontrar um nicho onde as palavras paguem pouco, mas que tenha milhões de visitas e você consiga uma forma fácil de levar estas visitas até o seu site, ele pode se tornar lucrativo.

 

Conclusão

Aproveitei minha virada de ano pra me divertir com os amigos, mas ainda sim, pra um empreendedor digital, até mesmo os mais inusitados ambientes podem proporcionar algum novo olhar ou algum aprendizado nos negócios e comigo não foi diferente.

Se você quer aprender mais sobre Empreendedorismo, Marketing Digital, SEO, Tráfego e diversos outros assuntos deste tipo, recomendo que Assine a minha lista no alto do site para ser sempre informado das novidades em primeira mão.

 

2 Comentários para "3 Coisas que aprendi no Reveillon 2016 em Porto Seguro"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *